Dehlicom - 15/12/2022 Banner Principal 2000

Diretoria completa um ano à frente da ABQV superando desafios e ampliando seu protagonismo

  • Ícone Facebook Facebook
  • Ícone Twitter Twitter
  • Ícone Linkedin Linkedin
  • Ícone Whatsapp Whatsapp
  • Ícone Email Email

Em um ano muito produtivo, o compromisso da atual gestão de preservar o legado e rejuvenescer a entidade, sintonizada com o mundo atual, foi cumprido

Contribuir com um mundo de saúde e impactar as organizações com energia e com o valor do conceito de qualidade de vida foi o intuito para o qual a Associação Brasileira de Qualidade de Vida (ABQV) foi criada e vem há 27 anos inspirando vidas com saúde e bem-estar.

Há um ano, a atual  diretoria, que tem como presidente a psicóloga Rita Passos,  assumiu com o desafio de:

  • dar continuidade ao legado das antigas diretorias na busca pela sustentabilidade da entidade;
  • atrair novos talentos e associados;
  • atualizar ferramentas e a comunicação da ABQV;
  • incentivar a participação de profissionais jovens; e
  • liderar a discussão sobre o futuro do trabalho.

“Não foi fácil, mas o grupo que se propôs a executar esta tarefa muito especial eu agradeço, assim como os mantenedores e o Conselho Deliberativo, que, com os membros desta diretoria, continuaram acreditando na ABQV e se propuseram a se dedicar horas do seus dias, já muito ocupados, para este trabalho voluntário”, agradece Rita.

Propósito

Mas em um país onde 18% das empresas fecham no primeiro ano de vida, em uma década onde campanhas, movimentos, tendências em todos os segmentos surgem e se vão na mesma velocidade, o que faz uma associação sem fins lucrativos, constituída de profissionais voluntários, não somente sobreviver, mas ser reconhecida e respeitada há 27 anos?

“O propósito que nos motiva conjuntamente de incentivar a cultura de qualidade de vida nos ambientes corporativos. A ABQV existe justamente para influenciar os processos de transformações sociais e organizacionais em qualidade de vida”, responde a presidente da entidade, dizendo que isso é feito a partir:

  • da promoção da integração e o desenvolvimento de profissionais multidisciplinares;
  • do fomento de estudos e pesquisas na área de qualidade de vida; e
  • do estímulo à adoção de práticas e ferramentas que incentivem a qualidade vida dos trabalhadores.

“Partilhamos que o ambiente corporativo tem um incrível potencial de oferecer oportunidades para um trabalho com significado, relações pessoais honestas e acolhedoras, estimula à criatividade, desenvolvimento pessoal, estilo de vida saudável, equilíbrios às dimensões da vida e atenção à qualidade de vida”, ressalta a Rita. Ela ainda faz um chamado às empresas, instituições e profissionais que atuam na área do bem-estar corporativo.

“Aproximem-se da ABQV e contribuam com as suas discussões, para continuarmos sendo um hub de recursos, ideias e novas perspectivas para a melhoria da saúde dos indivíduos, da produtividade das organizações e da ética e cidadania na sociedade”, ressalta Rita.

Protagonismo

Para o vice-presidente, Eduardo Bahia Santigo, 2022 foi um ano muito produtivo no qual se fez honrar o compromisso desta nova gestão: preservar nossas raízes e rejuvenescer a ABQV sintonizada om o mundo atual e o futuro próximo.

“Precisávamos enfrentar o desafio de retornar à  entidade a sua relevância e protagonismo em função de ser um ecossistema do conhecimento e relacionamento de todos os profissionais, prestadores e organizações no campo da qualidade de vida no trabalho”, destaca Santiago.

E foram várias as iniciativas realizadas este ano que colocarem a entidade em evidência. A programação científica contou com 14 eventos no formato de webinars, webaulas e rodas de conversa, que tiveram mais de 3.300 visualizações no canal da ABQV no YouTube. Os eventos contaram com temática ampla, variada e aderente ao propósito da Associação de inspirar vidas com saúde e bem-estar. Entre os temas abordados estão:

  1. burnout x boreout
  2. comunicação como ferramenta de promoção de bem-estar
  3. nexo ocupacional do burnout
  4. efeitos da privação de sono
  5. promoção da atividade física
  6. bem-estar como estratégia de valor e sustentabilidade"
  7. nutrição funcional
  8. o que é e como aplicar os programas de qualidade de vida
  9. desafios relacionados ao estigma
  10. prevenção de acidentes de trabalho
  11. medicina do estilo de vida
  12. sustentabilidade e qualidade de vida: um olhar para as famílias
  13. promoção da saúde da mulher – câncer de ovário
  14. a importância da vacinação para o trabalhador

Também foram realizadas parcerias com a Associação Brasileira de Medicina do Trabalho (ABMT), o Colégio Brasileiro de Medicina do Estilo de Vida (CBMEV), o Instituto Brasileiro de Nutrição Funcional (IBNF) e a GlaxoSmithKline (GSK) para a realização dos eventos on-line, de modo a aproximar a qualidade de vida e o bem-estar das agendas voltadas à promoção da saúde do trabalhador.

Conquistas

Para a Karla Kurtz, diretora de Educação e Conhecimento da ABQV, a realização da 5ª Jornada Nacional de Qualidade de Vida, em maio, em formato virtual, foi um dos desafios do ano, mas, também, uma grande conquista.

“Com a temática ‘Soluções em Bem-estar’, o evento foi um sucesso, contando com expressiva audiência, de 12 estados brasileiros e dos Estados Unidos, 37empresas conectadas durante mais de 8 horas de imersão em conhecimento sobre as melhores experiências em ações de promoção da saúde e qualidade de vida, com o compartilhamento das experiências exitosas das empresas vencedoras do Prêmio Nacional de Qualidade de Vida (PNQV) 2021 e pelas mantenedoras da ABQV”, comenta Karla.

Outro grande feito foi a realização, em outubro, do 20º Congresso Brasileiro de Qualidade de Vida, no formato híbrido. A experiência foi extremamente desafiadora segundo Bahia e Karla, pois durante a organização do evento muitas dúvidas pairavam quanto a adequação do modelo e se seria bem aceito.

“Mas decidimos nos apoiar na certeza de que o modelo híbrido veio para ficar e entramos de cabeça no desafio que envolveu a elaboração de uma programação científica que de fato contemplasse os diversos aspectos relacionados ao tema ‘Mundo Híbrido: Desafios e Oportunidades para o Bem-estar do Trabalhador’”, explica a diretora de Educação e Conhecimento.

O evento teve mais 700 participantes de seis países e 17 estados brasileiros e do Distrito Federal, mais de 50 palestrantes nacionais e internacionais, em mais de 30 horas de debates, troca de experiências e conhecimento sobre ações na promoção da qualidade de vida do trabalhador.

Abrindo e encerrando as atividades do 20º CBQV, foram realizados seis cursos on-line de atualização e qualificação profissional. Em quase 30 horas de conteúdos exclusivos, os mais de 200 inscritos para os treinamentos tiveram a oportunidade de troca e atualização de experiências e de temas atuais, de extrema relevância para as ações de qualidade de vida.

“Retomar os eventos presencias em um ano que não tínhamos a certeza que iria dar certo, foi um desafio que se transformou em mais uma conquista”, afirma Osvaldo Stevano, diretor de Eventos da ABQV.

Novas ações

Para além de ser um dos valores da ABQV, a inovação foi um das grandes estratégias utilizadas para acompanhar as mudanças do novo contexto da qualidade de vida no trabalho, buscando gerar transformações que respondam de forma mais adequada aos desafios voltados para o futuro do trabalho.

Exemplificando, Viviane Coelho Lourenço, diretora Administrativa e Financeira da ABQV revela que “revisitamos continuamente o portfólio de produtos e serviços da entidade, criando novas iniciativas em busca de entregar valor, por meio da geração de conhecimento”.  

O Movimento Gerar Bem-Estar, lançado no CBQV 2022, foi uma dessas ações e já conta com várias empresas signatárias e organizações que aderiram ao movimento,

“Já nas primeiras semanas contabilizamos o interesse de mais de 30 organizações na iniciativa”, destaca Viviane.

Tratando de outros produtos da ABQV, houve inovações relacionados aos critérios do Prêmio Nacional de Qualidade de Vida que chegou a sua 25ª edição, e  que contou com o número recorde de submissões por empresas, perfazendo 21 organizações premiadas em 2022.

“Tivemos o grande desafio de revisar os critérios do PNQV, inserindo conceitos do ESG e refazendo a forma de apresentação de todo o manual para ficar mais atual, visualmente mais bonito e tecnicamente mais claro para os participantes. E deu muito certo, mais uma vez”, afirma Sâmia Aguiar Brandão Simurro, diretora de Certificação e coordenadora do PNQV.

Balanço positivo

Para a diretora de Comunicação, Gabriela Almeida Ruegger Cardoso, este primeiro ano da atual gestão foi um muito positivo para a ABQV.

“Vínhamos de uma pandemia com muitos obstáculos: menos associados, orçamento menor, e uma nova diretoria que precisava aprender o trabalho rápido e propor estratégias assertivas em um curto espaço de tempo. Terminamos o ano com uma nova identidade visual, comunicação repaginada, novas ações, eventos realizados com sucesso, com mais patrocínios e grandes parcerias”, destaca Gabriela.

Aliás, a nova marca da ABQV trouxe ganhos relativos ao posicionamento frente às novas soluções e melhoria contínua dos produtos e serviços da entidade.

“Conseguimos agregar mais  valor ao propósito da entidade, que está querendo ofertar  possibilidades para este novo ritmo do  mercado, através de  produtos  remodelados e novas atuações, parcerias reforçadas e muito mais. A ABQV é, sem dúvida, a maior e mais sólida instituição sem fins lucrativos que desenvolve, através de uma forte base científica, modelos estruturados para a gestão de saúde e qualidade de vida em ambientes organizacionais, incorporando o que há de mais moderno no mundo e em constante evolução”, ressalta Anna Freitas, também da diretoria de Comunicação da entidade, sem deixar de frisar a conquista acerca do engajamento dos mantenedores da Associação em sua causa: Acellor Mittal, AON, Bradesco, Hospital Santa Catarina, Hospital Sírio-Libanês, MKP Contabilidade, Semantix e Suzano.

Metas para 2023

A diretoria, segundo Eduardo Bahia Santiago,  vai continuar a investir em comunicação digital, conteúdos científicos atualizados e buscar oferecer aos associados um conjunto de serviços e oportunidades que faça do ato de se associar ser cada vez mais atrativo, a um custo justo.

Também estão previstos:

  • execução da agenda de webinars mensais em modalidade híbrida;
  • realização da VI Jornada Nacional de Qualidade de Vida;
  • estabelecimento de parcerias com outras entidades, de modo a trazer a temática da qualidade de vida e do bem-estar para o centro das agendas das organizações de todos os tipos;
  • disponibilização de cursos de educação continuada;
  • realização do 21º Congresso Brasileiro de Qualidade de Vida;
  • formar mais uma turma do MBA Gestão Estratégica da Promoção em Saúde e Bem-Estar;
  • aprimorar ainda mais o manual e critérios do PNQV.

A diretora administrativa e financeira conta que o Planejamento 2023 da Diretoria de Gestão da ABQV, em conjunto com o Conselho Deliberativo, Comitês Técnicos e mantenedores, será para aperfeiçoar a experiência dos associados, buscando responder algumas reflexões:

Como melhorar a experiência do associado, revisitando sua atual jornada do associado, inserindo-o no centro? Phydigital? Ou seja, o que podemos ofertar de maneira física e digital nossas soluções?

Como pensar em estratégias de adesão e engajamento dos associados? Como tornar a ABQV cada vez mais sustentável?

“As pessoas estão no centro e, por isso, nos movemos a construir ambientes de trabalho saudáveis, pois a cultura da qualidade de vida é o que nos move e inspira a buscar sempre o diferencial em contextos cada vez mais desafiadores”, finaliza Viviane.

 

Últimas Notícias